Você Está Aqui: Guia Do Egito / GIZÉ

GIZÉ

Antes de descrever o imponente e célebre complexo funerário de Gizé, vejamos o relato que o "jornalista" de origem grega Heródoto fez, baseando-se em testemunhos de alguns estrangeiros que moravam no Egipto. Ainda que tenha por vezes criticado o Egipto e os seus habitantes, Heródoto deixou-nos um conjunto de informações inacreditável e precioso.
Os seus escritos contam que "Quéops deixou atrás de si uma obra colossal, a sua pirâmide. Até ao reino de Rampsinito diz-se que no Egipto havia um governo absolutamente bom e que o Egipto era bastante florescente. Quéops, cujo reino veio depois do de Rampsinito, ordenou que todos os egípcios trabalhassem para ele. A uns ordenou que transportassem blocos desde as pedreiras do monte Arábico até ao Nilo; a outros que recebessem essas pedras, transportadas em barcos através do rio, e que as arrastassem até ao Monte chamado Libico.
Trabalhavam cem mil homens de cada vez, sem parar, cada grupo por um período de três meses. Eles ficaram dez anos a trabalhar na construção da estrada ao longo da qual arrastavam essas pedras, estrada essa que constitui uma obra não certamente inferior às pirâmides. Tem o comprimento de 923 metros e 50, a largura de 18,47 e a altura de 14,78 no ponto onde é mais elevada. É de pedra polida coberta com figuras de animais gravadas. Foram empregues dez anos na construção dela e das salas subterrâneas na colina em que surgem as Pirâmides, que mandou construir como túmulo seu numa ilha que se formou derivando um canal do Nilo. A própria pirâmide necessitou de 20 anos de trabalhos. Cada face de cada um dos lados mede oito plectros (246,26 metros). É quadrangular e a altura é igual ao lado.. As suas pedras são polidas e foram unidas umas às outras de modo perfeito. Nenhuma das pedras tem menos de trinta pés (9,24 metros)".
Após esta premissa, Heródoto narra a história da construção da Grande Pirâmide, dando-nost informações mais exactas: desde os caracteres estilísticos tipicamente egípcios até aos gastos tidos nos trabalhos deste estranho edifício. Ele prossegue dizendo que "esta pirâmide foi construída assim, em forma de escadaria, a que alguns chamam ameias e outros degraus. Depois de terem inicialmente construído desta maneira, içavam as restantes pedras com máquinas formadas por traves curtas, levantando-as do chão até à primeira ordem de degraus. Uma vez posta aí em cima, a pedra era colocada sobre outra máquina apoiada no primeiro degrau, e daqui era levada para a segunda ordem e colocada sobre uma outra máquina. Isto porque havia tantas máquinas quantos os degraus. Ou então transferiam a mesma máquina, que era fácil de transportar, para cada ordem de degraus, uma vez tirada a pedra. Nós verificámos dois procedimentos, pois foi precisamente assim que nos contaram. Terminadas, antes de mais, as partes elevadas da pirâmide, acabavam-se as que se encontravam imediatamente abaixo, e por fim as próximas ao terreno e as mais baixas ainda. 
Skype Me™! FaceBook Twitter flickr youtube google + tripadvisor wordpress blogspot onlinepayment onlinepayment